Norton Tavares

Esse é o Norton. Ele é bacharel em administração. Mas é também ativista de mobilidade urbana e direitos humanos. Para muitos, uma pessoa contraditória, um anti-herói, aquele que enxerga beleza no caos. Norton é guiado pelos afetos. Há carinho e cuidado em tudo que faz: do churrasco preparado no almoço de domingo a defender o veganismo por conta da matança desenfreada de animais. Ele está no mundo para viver os contrários e nos mostrar que há convivência entre os incompatíveis. Um ser com raízes e asas. Esse é o Norton: uma bicicleta sob a demolição na avenida.

MOBIRIO – ASSOCIAÇÃO CARIOCA PELA MOBILIDADE ATIVA

MOBIRIO – ASSOCIAÇÃO CARIOCA PELA MOBILIDADE ATIVA

2 minutos Foi fundada no sábado, 28 de janeiro, com aprovação do estatuto e escolha da primeira diretoria, a MobiRio (Associação Carioca pela Mobilidade Ativa), instituição que tem como objetivo tornar a cidade do Rio cada vez mais adequada ao transporte que utiliza tração humana, como a bicicleta, a caminhada, skates entre outros. O encontro aconteceu no Museu de Arte do Rio. A associação atuará pressionando o poder público, inclusive com interpelação jurídica nos casos necessários, pautando a imprensa, criando projetos de educação entre Continue lendo

PEDAL SONORO

PEDAL SONORO

1 minuto Nenhum outro movimento consegue juntar mais gente nas ruas do que o carnaval, o que faz com que muitos critiquem a passividade do brasileiro com relação à política acusando a festa da carne de alienador de mentes. Pensando nisso, já é possível ver alguns movimentos que realizam protestos festivos, unido nossa paixão pela celebração com um viés de reivindicação de direitos, como o Pedal Sonoro. Surgido no município de Niterói, Região Metropolitana do Rio, em 2013, junta dezenas de ciclistas e outros modais Continue lendo

ATROPELAR CICLISTA NÃO É ACIDENTE

ATROPELAR CICLISTA NÃO É ACIDENTE

3 minutos Da mesma forma em que um terço dos brasileiros acredita que a culpa do estupro é da mulher que usou roupas ‘provocativas’, o ciclista vítima de um atropelamento também é visto como o responsável. Os primeiros depoimentos dados por testemunhas sobre a morte de Júlia Resende na rua São Clemente diziam que ela se desequilibrou ao passar por um buraco e caiu na frente do ônibus. A imprensa e falsos ciclo ativistas imediatamente colocaram a culpa no asfalto, isentando o motorista. Essa Continue lendo

PREFEITURA DO RIO MENTE AO FALAR SOBRE CICLOVIAS

PREFEITURA DO RIO MENTE AO FALAR SOBRE CICLOVIAS

1 minuto Dois mil e quinze foi o ano em que a prefeitura prometeu em quilômetros de ciclovias o que a cidade do Rio de Janeiro estava completando de idade, 450. E para cumprir a meta valeu tudo, desde pintar bicicletas nas ruas e calçadas de pedras portuguesas, que, como todo ciclista sabe, são horríveis para pedalar, e criação das por nós chamadas ‘ciclofarsas’. Em comemoração a meta falsamente atingida, a prefeitura lançou o Mapa Cicloviário do Rio de Janeiro, que pode ser usado para Continue lendo

BIKENOMICS: COMO A BICICLETA PODE SALVAR A ECONOMIA

BIKENOMICS: COMO A BICICLETA PODE SALVAR A ECONOMIA

2 minutos Assim como no Brasil, os ciclistas estadunidenses estão acostumados a ouvir que não deveriam usar as ruas, já que não pagam os impostos e taxas que recaem sobre os proprietários de veículos automotores e que são utilizados para a manutenção e expansão do sistema rodoviário. Mas Elly Blue mostra, através de estatísticas, que esses valores são insuficientes e precisam ser subsidiados, ou seja, aqueles que não possuem carros também pagam pelas avenidas e mesmo assim são hostilizados quando as usam. O bolso, Continue lendo

DIA MUNDIAL SEM CARRO – 22 DE SETEMBRO

DIA MUNDIAL SEM CARRO – 22 DE SETEMBRO

3 minutos Dia 22 de setembro é comemorado o Dia Mundial Sem Carro e entidades que promovem o uso da bicicleta realizam ações durante esta semana. A prefeitura do Rio em alguns anos participava ativamente da data, proibindo estacionamento no Centro e aumentando as Zonas 30 (Z30), ruas de menor movimento com limite de velocidade de 30km/h, tornando-as amigáveis às bicicletas e pedestres. Mas em 2016 uma única atividade foi marcada pela prefeitura na Praça Mauá, muito aquém da importância dos assuntos que são Continue lendo

A BICICLETA NA CIDADE

A BICICLETA NA CIDADE

3 minutos Quem utiliza a bicicleta como meio de transporte, para ir ao trabalho, à padaria, casa de amigos e parentes, entre outros destinos, provavelmente já ouviu de algum motorista que a rua é lugar de carro, que não deveríamos pedalar por elas. Mas será mesmo que essa afirmação é verdadeira? Podemos deduzir que as ruas surgiram junto com as primeiras cidades, há pelos menos três mil anos antes de Cristo. Já o automóvel, criado no final do Século XIX, só se popularizou no Continue lendo